Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Hong Kong: 5 restaurantes que abriram em 2019

11/07/2019

Hong Kong preserva muito bem a famosa combinação entre passado e futuro, muito comum na Ásia. Outra combinação que chama a atenção por lá é entre as culturas inglesa e chinesa. A inglesa é resultado de anos de colonização, enquanto a chinesa tem relação com a sua localização e pode ser vista em costumes tradicionais, festivais coloridos e na arquitetura. Em meio a tudo isso, um dos atrativos que se mostra com mais influências ainda, possibilitando praticamente um universo de cores, sabores e aromas diversos, é a gastronomia. 
No cenário da alta gastronomia mundial, Hong Kong tem bons números: são 63 restaurantes Michelin, sendo sete com três estrelas, doze com duas e 44 com uma estrela no guia. O destino também faz bonito nas listas do site The World's 50 Best Restaurants, com o The Chairman entre os 50 melhores do mundo e mais oito nomes entre os 50 melhores da Ásia. O mais bacana é que a cidade não é, também, um destino gastronômico apenas por conta dos restaurantes premiados, mas também por ter uma cena que se renova regularmente, proporcionando novos endereços àqueles que não abrem mão de explorar novos sabores em uma viagem. Na nossa seleção, as cozinhas japonesa, britânica, peruana e chinesa são privilegiadas em cinco restaurantes abertos em Hong Kong em 2019!

Kakure
No último mês de junho, Hong Kong ganhou mais um destaque em sua cena gastronômica com a abertura do Kakure, instalado no Prince’s Building, bairro Central. O restaurante de culinária japonesa explora muito bem a cozinha do país proporcionando um menu com sushi e sashimi ao estilo edomae, pratos teppanyaki (modo de preparo da cozinha japonesa que utiliza chapa de ferro) e ainda um salão de bebidas, inspirado nos que são encontrados no bairro japonês de Ginza, com mais de 120 tipos de uísques. kakurehk.business.site

37 Steakhouse & Bar
O fim do mês de julho marca a estreia do 37 Steakhouse & Bar, que já conta com uma unidade em Tóquio. Em Hong Kong, o design foi concebido pelo japonês Yasumichi Morita, enquanto o menu preserva os pratos grelhados, especialidade da casa, com cortes tradicionais e contemporâneos de, por exemplo, wagyu (uma das quatro raças de gado do Japão). O local ainda conta com um bar com uma variedade de saquês da marca de Kyoto Sawaya Matsumoto. 37steakhouse.asia

Ichu Peru
O conceituadíssimo chef peruano Virgilio Martinez Véliz, à frente do premiado restaurante Central, em Lima, foi quem concebeu o menu do Ichu Peru, também aberto esse ano. A gastronomia peruana contemporânea é o grande destaque, e pode ser apreciada em um ambiente inspirado no Peru e idealizado pela designer de Hong Kong Joyce Wang. O restaurante está instalado no centro de artes H Queen’s tower. ichu.com.hk

Roganic
Outro nome de peso entre os chefs mais conceituados do mundo é Simon Rogan. O britânico inaugurou em fevereiro seu segundo restaurante em Hong Kong – sendo o primeiro o Aulis – o Roganic. Batizado com o mesmo nome do restaurante londrino, dono de uma estrela no Guia Michelin, a unidade de Hong Kong preserva o alto padrão da cozinha britânica do chef, dessa vez valorizando mais o conceito farm-to-table. roganic.com.hk

Bijin Nabe 
Quem também preserva o estilo farm-to-table é o Bijin Nabe. O restaurante é especializado no método hot pot, muito comum na culinária chinesa e que utiliza uma espécie de panela de sopa para cozinhar os alimentos sempre com caldo. O que mais chama a atenção no menu do Bijin é o frango - cozido por oito horas - rico em colágeno, vitaminas e minerais. Para acompanhar, a dica é experimentar um dos sucos de vegetais.

0 Comentário